Setembro 30, 2013

Anfetaminas

Anfetaminas

As anfetaminas são compostos químicos sintetizados pelo homem e que incluem a “Dexedrina”, “Speed”, e o derivado da metanfetamina conhecido como “Ecstasy”.

Estas drogas actuam no cérebro causando a libertação de dois neurotransmissores cerebrais. Um é a dopamina – o que provavelmente explica o forte efeito das anfetaminas associado ao estado de alerta e de prazer. O outro é a serotonina – que se pensa contribuir para o efeito de “bem-estar” e de “ilusão” que podem incluir alucinações. A Dexedrina e o Speed levam à libertação de dopamina, ao passo que o Ecstasy leva à libertação de serotonina. O d-LSD, que é um alucinogénio altamente potente, actua em mecanismos cerebrais normalmente utilizados pela serotonina. As anfetaminas são psicostimulantes potentes, mas potencialmente perigosos – especialmente em overdose.
Experiências em animais mostraram que o Ecstasy pode provocar uma redução, prolongada ou até definitiva, no número
de células serotoninérgicas. Este efeito pode estar associado a “mid-week blues” sentidos por consumidores regulares de Ecstasy ao fim de semana. Em cada ano, morrem dúzias de jovens por tomarem Ecstasy. Estados de psicose e medo semelhante a esquizofrenia podem ocorrer após consumo de Dexedrina e Speed. Podes iludir-te pensando que o Speed te pode ajudar num exame – mas não é o caso. Definitivamente não o faz!

 

Jorge Venceslau