Maio 23, 2011

Co-Dependência

O que é a Co-dependência?

A co-dependência tem origem em problemas traumatizantes na infância, originando dificuldades ou imaturidade a nível emocional na vida adulta. Apresenta um conjunto de sintomas que a seguir descrevemos:

  • Dificuldades em sentir níveis adequados de auto-estima, ou seja, em gostar de si mesmo.
  • Dificuldades em estabelecer limites na relação com os outros, ou seja, em proteger-se a si mesmo.
  • Dificuldade em percepcionar a sua própria realidade interior adequadamente, ou seja, perceber quem se é e em saber partilhar adequadamente com os outros.
  • Dificuldade em satisfazer adequadamente e de forma independente as suas necessidades, ou seja, em tomar conta de si mesmo.
  • Dificuldade em viver ou expressar a sua própria realidade de forma adequada, ou seja, dificuldade em ser apropriado para a idade que se tem ou em circunstâncias diversas.

 

Para além destes sintomas, existe um outro conjunto que reflecte aspectos da relação dos co-dependentes com os outros e que estão na origem da dificuldade ou impossibilidade de estabelecerem relações saudáveis:

Controlo Negativo. Tentam controlar os outros dizendo o que estes devem ser ou permitem que os outros os controlem agindo em como os outros acham que devem ser para os deixar confortáveis.

Ressentimentos. São um elemento chave na vida dos co-dependentes por ser a forma mais simples de culpar os outros pela sua própria incapacidade de estabelecer limites que os protejam.

“Poder” que se dá aos outros, através do ódio, medo ou, ainda pior, tentando ser o “Poder Superior” dos outros.

Adições, doenças físicas ou mentais. A incapacidade de uma pessoa se relacionar saudavelmente consigo própria, de tomar conta e si, de se proteger e de gostar de si, leva-a muitas vezes a desenvolver processos de dependência para aliviar o seu sofrimento ou a outros problemas de saúde.

co_dependente

Dificuldades com a intimidade. Devido às dificuldades que sentem na relação consigo próprios, os co-dependentes têm uma enorme dificuldade em relacionarem-se na intimidade.

Jorge Venceslau