Abril 14, 2016

Porquê uma Intervenção?

O que é uma intervenção familiar estruturada?

Uma intervenção familiar estruturada é dirigida por um profissional qualificado, e resulta num processo de educação e orientação com os membros da família e/ou amigos que culmina numa reunião onde vão estar os familiares e a pessoa que queremos ajudar.

As pessoas que lutam com o vício/dependência/adição, estão muitas vezes em negação sobre a sua condição e resistentes a aceitar fazer um tratamento.

Eles podem não reconhecer os efeitos negativos do seu comportamento em si mesmo e nos outros. A intervenção vai ajudar a pessoa a fazer a ligação entre o uso de álcool, drogas, ou jogo e os problemas que estão acontecer na sua vida.

O objectivo da intervenção é possibilitar ao adicto/dependente, de uma forma estruturada, uma oportunidade de aceitar ajuda e fazer mudanças antes que as coisas fiquem ainda piores.

Como funciona uma intervenção familiar?

Grande parte do processo de intervenção é a educação, informação e estratégia para os amigos e familiares. É extremamente importante terem esta oportunidade para que todos possam se reunir, compartilhar informações e apoiarem-se uns aos outros, sem a presença da pessoa que querem ajudar.

O membros grupo da intervenção familiar estruturada, têm a oportunidade de falarem abertamente de como se sentem e assim também receberem ajuda e desenvolverem técnicas eficazes de como devem comunicar com o adicto, sem que este tenha oportunidade de criar resistências ou manipulações.

Quando todos estiverem prontos, uma reunião(dia da intervenção) será marcada com a pessoa que querem ajudar.

Como pode um especialista em dependência ajudar?

Quando consulta um profissional especializado em adições/dependências, como um conselheiro, psicólogo, psiquiatra ou intervencionista, a sua família vai ser ajudada a organizar uma intervenção que seja eficaz.

Um profissional especializado em abuso de substâncias ou adições, terá em conta as circunstâncias particulares que envolvem o abuso de álcool, drogas ou outra adição e assim sugerir a melhor abordagem para a família ter, também o vai orientar para o tipo de tratamento mais adequado assim como construir um plano de acompanhamento, assim é provável que vá funcionar melhor e ter mais probabilidades de sucesso.

Uma intervenção familiar pode ser bem sucedida?

Absolutamente. Quando é feito com uma pessoa que tem formação especifica e com sucesso como intervencionista, mais de 90% das pessoas aceitam um compromisso em obter ajuda especializada.

Uma intervenção pode falhar?

Sim. Mas, como já referi em acima, a maioria das intervenções são bem sucedidas. Em alguns casos, a pessoa pode recusar ajuda no momento da intervenção, mas como resultado da intervenção, tende a voltar e pedir ajuda mais tarde e assim iniciar o seu processo de recuperação e mudança de estilo de vida.

Quem deve fazer parte de uma intervenção?

O intervencionista irá ajudá-lo a determinar quem deve ser convidado a participar na intervenção – pais, cônjuges, irmãos, amigos, colegas de trabalho, etc.

Certificar-se de que as pessoas certas estão envolvidas é muito importante para o sucesso da intervenção, mas cada caso é um caso!

Quando as intervenções são dirigidas por um profissional especializado, sabemos que tendem a ser bem-sucedidas.

Por onde começo?

Nem sempre uma intervenção poderá ser necessária ou apropriada para todas as famílias ou circunstâncias. No entanto, se você sentir que uma intervenção familiar poderia ser útil, pode e deve contactar-me, assim podermos marcar uma sessão de avaliação e discutir o que pode ser melhor para você e para a sua família.

Jorge Venceslau