Abril 14, 2016

Tratamento

O objectivo final é a abstinência e recuperação das suas vidas de uma maneira responsável e sustentável

Tratamento da dependência/adição, deve ajudar o indivíduo parar de usar drogas, manter um estilo de vida livre de drogas, e conseguir um funcionamento produtivo na família, no trabalho e na sociedade.

Porque a adição é tipicamente uma doença crónica, as pessoas não podem simplesmente parar de usar drogas/comportamentos por alguns dias e ser curado.

A maioria dos pacientes necessitam de longo prazo ou episódios repetidos de cuidado para atingir o objectivo final de abstinência e recuperação das suas vidas de uma maneira sustentável.

Por tudo isto, quando olhamos para o tratamento, temos como princípios:

  1. A adição é uma doença complexa, mas tratável, que afecta a função cerebral e o comportamento.
  2. Nenhum tratamento é apropriado para todos os adictos.
  3. O tratamento deve estar prontamente disponível.
  4. Um tratamento eficaz, aborda diferentes necessidades da pessoa, e não somente a sua adição de drogas/comportamento.
  5. Permanecer em tratamento, por um período de tempo adequado é fundamental.
  6. As terapias comportamentais, aconselhamento individual e de grupo, são as formas mais usadas nos tratamentos.
  7. A medicação é um elemento importante para muitos pacientes, especialmente quando combinada com aconselhamento e outras terapias comportamentais.
  8. Planos de tratamento individualizados, devem ser avaliados continuamente e modificados, para assim garantir que vá ao encontro das necessidades de cada pessoa.
  9. Muitas pessoas adictas, também têm outros distúrbios mentais.
  10. Desintoxicação, é apenas a 1º fase de um tratamento, e por si só, muito pouco eficaz para manter uma recuperação a longo prazo.
  11. O tratamento não precisa de ser voluntário, para ser eficaz.
  12. Durante o tratamento, a monitorização do uso de substâncias deve ser feita, sabemos que consumos/comportamentos podem acontecer.
  13. O tratamento deve avaliar os pacientes, para a presença de HIV, Hepatite B e C, tuberculose e outras doenças infecciosas, bem como serviços de aconselhamento de redução de danos e riscos, para assim modificar ou alterar comportamentos de risco, que os colocam em risco de contrair ou espalhar doenças infecciosas.

Um dos princípios que uso, é termos:

1º –  Um conhecimento profundo do problema

– Se estamos a falar de uma pessoa com um problema de dependências de substâncias ( álcool, cocaína, heroína, cannabis, anfetaminas, fármacos, outra outras), ou se estamos perante alguém que sofre de um adição ao jogo, sexo, Internet, co-dependência, auto-mutilação ou outra.

– Depois perante esta avaliação, vamos escolher qual o tratamento que disponibiliza programas para tratar a problemática em causa!

– Depois de respondermos a estas questões, vamos tomar a decisão de seleccionar sempre que possível dois ou mais, programas de tratamento, que vão ser apresentados no dia da intervenção.

Durante a pré-intervenção este tema vai ser abordado e decisões vão ser tomadas!

Resultado de imagem para addiction treatment

Jorge Venceslau